quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Bom...
Não que eu ache que vá interessar alguém, mas mesmo assim uso de meu tempo ocioso para explicar a escolha de um codinome blogal tão estranho (aliás, esse nome também me soa um tanto singular), dúbio e provavelmente até sem sentido. No entanto para qualquer pessoa que nesse momento que não sei qual é (olhe as horas, por favor!) esteja lendo essa resultante de um aglomerado incessante, desgastante, peculiar de sucessões de ninharias psicossomáticas, sinto-me, mediante a subsistente solicitação explicitaria, no encargo de promulgar sua significação.
Alguém certa vez me apelidou de baratinha, não contestei, nem sequer sei o que representava essa palavra para tal pessoa e a correlação da mesma comigo, para muitos é notoriamente repugnante (levando em consideração que seja resultante da flexão diminutiva do substantivo usado para designar, um inseto, e não a flexão diminutiva usada no adjetivo “barata”, que se fosse empregado dessa forma, estaria me depreciando) Há deveras muitas estórias e histórias acerca desse insetinho besta, a minha história há cerca besta.
Definições das baratas...? Procure isso já está me cansando.
Atenciosamente...
Eu!

Nenhum comentário:

dez_interessantes

About Author