terça-feira, 25 de novembro de 2008

vīnum

Me pega, me amassa, me deixa fermentar,
me deixa oxidar só um pouquinho pra não te fazer mal,
me coloque em um barril de carvalho,
não me deixe passar do ponto,
não me consuma muito cedo senão não vou ter graça.
Já não posso mais ser verde ou branca,
me faça vermelha, rósea, espumante,
me fortifique, faça como quiser...
Pode me fazer fina... nobre, especial,
mas não dá mais pra ser comum...
Torne-me... Vintage.
Posso ser raríssima me guarde pelo tempo certo.
Serei um cálice de vinho, serei o melhor de todos eles.

Nenhum comentário:

dez_interessantes

About Author