terça-feira, 17 de janeiro de 2012

unself

500x_shutterstock_43266436

Não sei se essa palavra existe mas também pouco importa, ela está aí apenas para descrever um sentimento. Pode parecer egocentrismo usar uma palavra inventada por si mesmo para descrever algo de sí, que seja, mais uma faceta! Egocentrista em umas coisa e em outras … Bom, o unself seria a pormenorização do self_ mas não estava falando agora mesmo de egocenstrismo? De fato, uma coisa não depende da outra_ Como quando não existe “ Self-help” ou “ Self-esteem”, “Self- discipline”, “self-control,’ “self-confidence”, “self-assurance”, nem um pouco “self-centred”, bom, uma coisa todas essas palavras tem em comum, o self… myself… yourself… Como nos tratamos? como tratamos o outro?

Usei a palavra em “inglês” por que pensei no “un” que é  prefixo de contrário . O “unself” muitas vezes acontece por descuido, deixamos de satisfazer nosso Self para engrandecer outras coisas, não necessariamente outro self, algumas vezes pensamos que com certas atitudes iremos construir algo para o futuro que nos beneficie, o que pode na verdade, estar adiando a satisfação do nosso self. Todo cuidado é pouco nesse caso, pois se há algo certo é que quanto mais poder temos, mais poder queremos, se pulamos do telhado empunhados de uma sombrinha aberta, certamente desejaremos uma emoção superior_quem sabe asa delta?!?_ Assim como nos permitimos o prazer, há que se permitir o desprazer, sem que, se chege ao cúmulo de se anular totalmente.

 

(unself realmente não existe é uma das combinações não aceitadas pela regra da língua, o correto seria unselfish… mas mantenho a palavra, por mais “nonsense” que seja.)

Nenhum comentário:

dez_interessantes

About Author