terça-feira, 5 de junho de 2012

ainda aqui!

102

Depois  de tanto tempo… Depois de tantos contratempos, tanto medo meu, tanta mentira tua….

Para além de achar que te odiava, de que me vingaria, de te desejar coisas ruins, além de tudo isso descobri, não posso te odiar.

Apesar disso, o que  fiz foi reviver o que achava que estava morrendo… ouvir novamente as musicas, que você faz questão de apagar da tua vida, ir aos velhos lugares, apreciar as antigas comidas… chorar… acreditar que você um dia tenha feito o que fiz por tanto tempo, e ainda faço, se importar!

Ainda vejo algumas pessoas e é inevitável não lembrar de você, é como se os gestos delas projetassem o seu sorriso na parede oposta, e a sua voz, a sua risada, seu jeito de olhar, a-que-le seu jeito de olhar…!

…Eu não tinha me dado conta, meu sentimento é maior do que deveria, até para aquela época. E isso é paradoxal por que, tenho plena certeza que você me achava estranha, sempre inquisidora, sempre nervosa, na verdade eu sou meio assim, posso, à princípio, ter passado a impressão de que não gostava de você. Só que eu não soube aproveitar o pouco tempo que eu tinha, eu no fundo sabia que você não me pertencia, e que em pouco se ausentaria, eu não fui o melhor para você… Ainda me questiono, por que, qual meu erro?

Eu não aceitei muito bem a perda, e nem a entendi… mas não há como negar, à minha maneira, te amei, e por pura idiotice, falta de vergonha e amor proprio ainda te amo, com toda minha força, e é tão doloroso não saber mais nada, e ficar pensando sobre como alguem pode estar te fazendo feliz. É tão ruim acordar e saber que vou findar o dia sem o mais lindo sol, que é o teu olhar.

Ainda assim agradeço a Deus, em algum lugar você sorri. E me culpo por não poder ser parte desse sorriso.

Eu só sinto que se houvesse mais algo que eu pudesse fazer… mas tudo o que havia de ser feito, foi feito… Há quem diga que quem quer de verdade, encontra tempo, e não desculpas… e ainda me lembro… das tantas desculpas, e me lembro de tudo que abri mão, coisas até que você nunca tomará consciencia.

Sabe, eu ainda não sei por que sinto tudo isso, era pra ser completamente o oposto, pra eu te odiar, pra não querer ver-te ou ouvir falar de ti! Mas aqui estou eu… falando sobre algo para alguem que nem sequer vai ler, mesmo sabendo que isso, para as outras pessoas, é patético!

…Mesmo sabendo que sua vida anda melhor impossivel, não consigo evitar o desejo de ter sido importante… bom na verdade acho até que fui, espero ter-te feito ver as coisas realmente importantes da tua vida, teu verdadeiro amor, teu foco na vida, eu não gostaria de ter sido apenas mais uma pessoa, espero não ter sofrido à toa. Pois sei que você pensa que não havia motivo algum para que eu sofresse, e que não sentido no sentimento que eu dizia ter, mas tinha sim, não está sendo fácil mudar o que você representa!

Passei por coisas que me fizeram entender um pouco das suas atitudes, não posso dizer que me tornei o que você foi para mim, eu não conseguiria chegar tão longe, o que sei é que te entendo! Que te julguei, condenei demais, mas a vida me impôs “lentes” e eu ví ou sentí, uma parte do que você sentiu, e o que mais me aterroriza é ter a certeza, com tudo isso que ví, de que você nunca me amou, mas  fez o possivel para que eu continuasse a acreditar que eu podia amar e que podia acreditar em alguma coisa, mesmo que ela não fosse tão verdade.

As vezes queria realmente te colocar na lista dos sem importância, mas isso não dura nem um dia inteiro, já no outro dia suas atribuições retornam.

Em tudo que aconteceu, e no mais que acontecerá em nossas vidas, logimante nunca mais unidas, desejo apenas nossa felicidade, muitas coisas ainda devem me acontecer para eu chegar ao nivel de realização comparável ao teu mas espero atingir o meu ideal, e se tenho certeza de algo é que a tranquilidade há de te agraciar sempre! Por mais que tenha tentado, por mais que tenha evocado o sofrimento que passei para cultivar sentimentos de raiva e desprezo por você, só consigo sentir o melhor, mesmo que não devesse, mesmo que saiba que o amor que você precisa ter, você já tem, e que o meu é irrelevante.

No mais, o que eu peço é que Deus é que ele me direcione e me encaminhe à vontade Dele, pois não sei nada e não posso nada. Mas ele sabe de tudo que passei e por que passei, sabe também os seus motivos… Enfím, Ele nos honra ou nos julga!

segunda-feira, 4 de junho de 2012

ex- friends

A_Alô!

B_Oi!

A_Eu estou te ligando por que você sumiu (silêncio), não está mais respondendo minhas mensagens como antes, quando te chamo pra gente sair… conversar como antes, você nunca pode! Você está bem? Tem alguma coisa acontecendo?

B_Eu estou bem! Não está acontecendo nada!

(silêncio)

A_ Ah!!

B_E você está bem?

A_Sim, estou bem, só estou com saudade da minha melhor amiga de infância!

B_Eu tô namorando sabia!

A_Sim eu sabia, já tem uns dois meses né?!?

B_É!

A_Você deve gostar dele, para se afastar assim…

Se bem que, acho que o motivo é outro!

B_Não é isso!

A_Eu espero que não, nem acredito que seja, pois… baseando na época em que éramos amigas, você deveria ser uma pessoa descolada, sem julgamentos ou preconceitos!

B_Nós ainda somos amigas, só estamos um tanto afastadas … e eu não tenho preconceito!

A_Ah! Me desculpe então, eu é que entendi errado a forma como você se afastou de mim assim que lhe contei que não gostava quando você tentava me fazer sair com amigos seus e em seguida lhe contei que achava ser lésbica!  Mas sabe eu sofri muito por que para mim você é como uma irmã, quase que uma parte de mim, mas junto com o tempo em que você se distanciou, eu me aproximei do inevitável, eu comecei a me conhecer, e hoje eu posso dizer que sou homossexual, lesbica, gay, ou como qualquer outro nome que queira me chamar… Eu tinha medo de te contar, medo de perder a sua amizade… mas agora, tenho dúvidas de até quando você me considerou sua amiga, e o que foi realmente que aconteceu! O que eu sei é que eu ainda te amo muito, mesmo que você possa ter medo de mim, mesmo que você ache que não me conhece mais, só queria que soubesse de uma coisa, o meu sentimento por você não mudou, e que se fosse você no meu lugar… Bom talvez agiria como você, mas por tudo que passei, pelo que sofri em ter que me afastar das pessoas, em vê-las me olhar diferente, hoje sei o quanto doi… e tendo passado por isso aprendi a ser diferente e não me importar com os conceitos sociais e buscar o que me faz bem.

Eu nunca te vi como mulher para mim, te vi como irmã, como amiga… Mas é o tipo de coisa que eu não conseguiria te provar ou explicar isso…

B_Larga de ser boba, não tem nada a ver com isso não, é só que……. tomamos caminhos difentes! (risos)

A_É… realmente, na mesma cidade, na mesma escola… talvez até com alguns dos velhos sonhos…..Hun…! Muitas coisas …. diferentes…., mas ainda somos alma…. deixa pra lá!

B_Me desculpa por qualquer coisa, eu não quis passar essa impressão, você ainda é minha amiga e….. bom… qualquer dia a gente marca de encontrar para conversar, mas agora eu tenho realmente que desligar…!

A_Tá bom!

B_Fica bem.. beijo… tchau!

A_Você também….

tu tu tu tu tu….

A_Adeus… Ainda assim, se fosse o caso! Sei que você tem amigos que tem intenções, e nem por isso você se afasta deles! Eu sempre goste e sempre vou gostar de você… mas não como mulher… Tem coisas que são sepultadas sem se explicar as minuncias da morte!

dez_interessantes

About Author