quinta-feira, 23 de maio de 2013

Eu Amy e o cup noodles

 
vc percebe que estar só, é querer sair com um parente pq n tem mais amigos que saiam com vc!
Aí esse parente tem outros amigos, que tem assuntos interessantes… tem interesse em pessoas que não fazem parte do seu assunto, e logo, ele discretamente não pode te fazer companhia!
Em uma analise mais profunda de vc, vc percebe que seus relacionamentos não dão certo, em nível nenhum, que em algum momento, ou vc cobra demais, ou se cansa, ou simplesmente se recusa…!
Vc tenta encontrar os motivos de estar só, e traz a tona os momentos de agressividade, de críticas às outras pessoas, de comparações de sí, de ato depreciação, de impotência e perda diante das comparações… vc cansa e se sente um lixo, de certa forma aí vc entende o pq de estar só!
Vc tenta fazer uma visita às suas escolhas e percebe que optou pouco, mas que as opções se fecharam e vc não têm pra onde fugir!
vc olha no espelho… mais comparações e algumas desistências, em poucos anos nada terá brilho, força, firmeza, enfim, o espelho mostrará a verdade que vc desejará ver ainda menos que a atual.
e por fim, você recorre ao argumento mais desesperado da humanidade: haver caráter, beleza interior, inteligência…. e se lembra das tantas vezes que o caráter tropeçou sôfrego no desejo de “se fuder” quem te causou algum dano, a beleza interior se tornou uma faísca sem sentido quando o julgamento depreciativo de mendigos e pedintes se ascendeu em um rompante, e a inteligência foi abatida pela soberba da ignorância em discursos sem fundamento e esmagada pela obesa preguiça com o intuito de impedir qualquer tentativa de construção da sapiência.
o que te restou diante de tudo isso, foi um computador que não te ouve, não resolve de fato seus problemas, muitos trabalhos a concluir, coca cola, cup noodles, e a combinação sofrível Amy Lee.... e a prova irrefutável do porque da solidão!







dez_interessantes

About Author