sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Me perdoe!

Eu só queria que você me perdoasse
por ter entrado em tua vida
naquele dia, sem sentido
de uma forma, sem motivo
e continuar sendo algo
que não tem porque, que não tem existido,
continuar sendo o fantasma
que assombra sua vida
nesse seu mundo prazeroso

não quero ser o eco choroso
do seu sorriso
ou algo a se lamentar,
não guarde remorsos, nem pena
não preciso deles,
só peço que me perdoe
por ser uma péssima distração
não sei atuar!

E não faça de conta que nunca existi
Porque no fundo o esforço para esquecer
E a vontade de lembrar
E me perdoe por não ser ou estar por ai!

Nenhum comentário:

dez_interessantes

About Author